Terceiras Impressões

LISTA: LIVROS DA INFÂNCIA

SESSÃO NOSTALGIA

Todo mundo deve ter pelo menos um livro que marcou sua infância. Aquele, que a gente lia, relia e decorava a história e que quando a gente relembra, dá uma saudadinha gostosa. 

1 – AI, QUE MEDO!!!
Regina Siguemoto e José Carlos Martinez (ilustração)
Editora Scipione – 1993
Páginas: 16

Sinopse: A coleção Leiturinhas resgata o prazer das primeiras leituras: as brincadeiras com palavras as rimas as primeiras descobertas. O desfecho das histórias é surpreendente. Indicada para crianças de 4 a 6 anos, a coleção traz histórias divertidas com muitas rimas e brincadeiras. 

Eu não tenho certeza, mas acredito que este tenha sido o primeiro livro que eu consegui ler sozinha, ainda no pré-primário. Era cheio de rimas, desenhos gigantes e coloridos (como qualquer livro infantil) e contava a história do tucano Alfredo que estava morrendo de medo de uma sombra atrás do arvoredo, mas no final, era apenas seu amigo Macedo. Opa, dei spoiler. haha 

Me lembro que — já na primeira série — íamos fazer uma biblioteca só na nossa turma, e cada aluno deveria levar seus livrinhos para compartilhar. “Ai, que medo!!!” sumiu, e eu nunca mais pude ver o Alfredo e o Macedo, mas até hoje suas rimas estão guardadinhas no meu coração.


2 – A ARCA DE NOÉ
Vinícius de Moraes (ilustrações de Marie Louise Nery)
Editora José Olympio
1970  – edição 1990

Páginas: 96

Sinopse: “Arca de Noé” é também o título do primeiro poema desse livro. O conjunto é formado por 32 poemas, a maioria sobre bichos, e inclui os que constam dos discos “Arca de Noé 1” e “Arca de Noé 2”. Alguns foram musicados pelo próprio Vinicius de Moraes (1913-80) e se tornaram clássicos da MPB para crianças. Todos são poemas feitos para ler, aprender de cor ou cantar.

Gente, como eu amava esse livro! Algumas músicas cantávamos na escola, como “A casa” (Era uma casa, muito engraçada…) e outros recitávamos com o Castelo Rá-Tim-Bum (Passa tempo, tic tac, tic tac, passa hora…), e era tudo tão lúdico e fantástico! Foi uma das primeiras experiências mais intensas que tive com a poesia, em uma época em que eu não fazia ideia da importância de Vinícius de Moraes.


3 – SENTENÇA DE MORTE (Série Calafrio)
Stella Carr (ilustrações de Avelino Pereira Guedes)
Editora Spicione – 1996
Páginas: 184

Sinopse: Esta aventura da turma de Espirro começa com o massacre de uma aldeia ianomâmi, em Roraima, da qual resta apenas uma testemunha: Curumim. O indiozinho passa a ser perseguido e a turma estabelece correspondência com estudantes de todo o Brasil para ajudá-lo e salvar sua vida.

Antes mesmo de eu conhecer outras obras infanto-juvenis  de mistério e suspense da Stella Carr, como a incrível série “Irmãos Encrenca“, apareceu para mim, Espirro e seus amigos, da série Calafrio, com uma escrita  e história que não subestima a inteligência da criança e ilustrações com traços que eu adorava. Sem dúvida, esse tipo de leitura expandiu meu conhecimento e compreensão do mundo, mesmo aos nove anos.


4 – O CASEBRE DO FANTASMA
Luci Guimarães Watanabe (ilustrações de Roberto Kussumoto)
Editora FTD – 1987
Páginas: 63

Sinopse: Lélia, Ângela, Débora e Scylla saem para andar a cavalo e percebem que estão perdidas na mata. Medo, espera, sobrevivência. Até que encontram um abrigo em um velho casebre abandonado, guardião dos segredos de uma triste história, onde transformam o temor em fantasias e soluções nunca imaginadas.

Esse foi um livro que li tanto, que até desmanchou. A capa caiu e eu remendei com fita adesiva, mas ainda o tenho na estante até hoje. E era interessante que, mesmo sabendo o desfecho da história, a cada leitura  ainda ficava apreensiva ao acompanhar as mazelas das personagens. Graças a esse livro, descobri várias coisas novas sobre fazendas e aprendi o que era um jatobá e coco de babaçu.


5 – O BOI ARUÁ
Luís Jardim (ilustrações do autor)
Editora José Olympio
1940 – edição 1976

Páginas: 88

Sinopse: O livro apresenta três contos de Sá Dondom, uma velha contadora de histórias, narrados aos meninos Pedro, Joãozinho e Juca. São os contos: “O Boi Aruá”, “História das Maracanãs” e “História do Bacurau”. O conto que dá título à obra, narra a história de um vaidoso e austero vaqueiro (Tibúrcio), que cisma em capturar um boi selvagem e encantado (Aruá). O desejo de laçar o boi mandinguento se torna uma obsessão que diz muito sobre a personagem, comparável à raiva do Capitão Ahab em pescar a sua Moby Dick. O boi é metamórfico – ora é um simples animal, ora uma espécie de exu, ora vira uma constelação, ora é o próprio vaqueiro. No curso da história, a verdadeira natureza do Boi se revela ao vaqueiro Tibúrcio.

Baseados na cultura popular brasileira, os contos de “O boi Aruá” me despertavam uma mistura de medo e fascínio. Os personagens não eram bonitos ou nobres, mas infames e velhacos e a narração é intensa e direta. Não é exatamente um livro de contos infantil, mas chegou às minhas mãos e me apeguei à ele. Com certeza recomendo a leitura. 


Quais livros marcaram sua infância?
Compartilhe nos comentários!

  • LILIAN FARIAS

    Eu li O Casebre do Fantasma, nem recordava mais hahahahahahhahaha
    Sempre que arrumo meus livros, vivo essa relação nostálgica <3

  • Rayanni Kellsin

    Olá, adorei os livros, tenho muitas crianças em minha vida, e sempre que posso os presenteio com livros.
    Um beijo.

  • Jéssica Lobo

    Você listou todos os livros da minha infância hahaha Aaah que saudades <3
    Beijos!

  • Camila de Moraes

    Olá!
    Minha nossa não li nenhum desses na infância hahaha.
    Os que me marcaram foi O pequeno Príncipe que foi meu primeiro livro que ganhei de um amigo de minha mãe. Leituras como Menino Maluquinho, sítio do pica pau amarelo, Romeu e Julieta, Droga da Obediência, o menino do dedo verde fizeram parte dos livros que tinha que ler pra escola. Mais nova que isso não consigo recordar todos.
    Beijos!

    • O Pequeno Príncipe me marcou ,mas depois de mais velha, porque quando eu li a primeira vez, não consegui captar totalmente a mensagem. haha
      E os livros do Pedro Bandeira, eu já li adolescente, mas é tema para outro post! 🙂

  • Morgana Brunner

    Raquel que delicia de postagem menina, fiquei realmente contente em ver essas fofuras, o único que li foi a arca de noé e confesso pra ti que bateu uma nostalgia e aquela saudade <3
    Beijinhos da Morgs!

  • Que postagem mais nostálgica mesmo hahaha
    Eu não li a maioria desses livros mas algumas dessas histórias eu conheço, o único que eu li foi A Arca de Noé mas com outra versão, se não foi esse foi muito parecido porque eu me lembro de um livro com esse título que trazia contos sobre animais.

  • Juliana França

    Nossa, retornei ao meu 3° ano do fundamental onde li dois desses livros na aula de leitura <3

  • Angélica Felix Lima

    Oi, tudo bem?
    Não li nenhum dos livros citados na infância, mas teve um que me marcou muito e minha irmã também que se chamava Uma História Por Dia, que tinha uma história para cada dia do ano!
    Bjs

  • Alessandra Tapias

    Eu leio livros infantis até hoje, rsrs. Não existe nada mais fofo.
    Esses eu não me lembro de ter lido, mas anotei todos aqui.

    Adorei!!!

    Bjks

  • Lorena Caribé

    Oi, ainda não li nenhum desses da lista. Um dos livros que me lembro ter lido e até fiz uma resenha no blog falando sobre livros de infância foi O peixinho sonhador. Há livros que realmente marcam <3

  • Destes que você citou li apenas A Arca de Nóe. Minha infância foi marcada pela Turma da Mônica e Sítio do Pica Pau Amarelo. Duas turmas que eu amo.
    Bjs

  • Marcia Lopes

    Olá!
    Quantos livros incríveis que eu não conhecia! E vou anotar com muito carinho e cuidado para presentear os sobrinhos!

  • Déborah Araújo

    Que post mais fofo.
    Não conhecia nenhum dos livros.
    Ai, que medo foi o que mais me encantou.

  • Paac Rodrigues

    Só conheço a arca de nóe =/ ain que tristeza kkk. Mas amo livros infantis são sempre fofos e cheio de lição de moral.

  • LITERABOOK

    Olá, tudo bem? Que livros mais fofos cara <3 Não tive oportunidade de ler eles na infância mas anotei alguns aqui pra passar a tarde, principalmente os que trazem a cultura brasileira embutida. Gostei demais das dicas e ótima para presentear meus sobrinhos <3 Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

  • Literaturizar – Blog Literário

    Ola, como vai?
    Amei teus livros de infância! O que marcou a minha foi “caçadas de pedrinho”!
    Fiquei bastante curiosa em relação à alguns títulos, assim como “SENTENÇA DE MORTE”. Vou colocar na minha listinha para conferir hehe

%d blogueiros gostam disto: