Terceiras Impressões

LISTA: CHORANDO EM PÚBLICO

A INCRÍVEL ARTE DE LER NO TRANSPORTE

É óbvio que leitores que utilizam transporte público aproveitam o tempo nos assentos sacolejantes para colocar a leitura em dia. Acontece que às vezes tem aquela cena que te deixa sem estruturas para segurar o forninho a emoção e quando você percebe, já está fungando, chorando e sendo encarada pelos outros passageiros.

Foi difícil escolher apenas cinco, mas tentei colocar nesta lista os livros que me proporcionaram os momentos mais vívidos, doídos e vergonhosos.
Sem spoilers. 🙂

1. MEU PÉ DE LARANJA LIMA
José Mauro de Vasconcelos (1968)

Sinopse:  O menino Zezé, filho de uma família muito pobre, cria um mundo de fantasia para se refugiar de uma realidade exterior áspera. Assim, é que um pé de laranja-lima se torna seu confidente, a quem conta suas travessuras e dissabores. No hostil mundo adulto ele encontra amparo e afeto em algumas pessoas, sobretudo em Manuel Valadares, o Portuga, uma figura substituta do pai. A vida, porém, lhe ensina tudo cedo demais.

 Esse clássico faz parte do meu TOP 10 e não foi apenas uma vez que me fez chorar no ônibus; em minha opinião, nenhum filme ou série baseado na obra conseguiu me impressionar e dilacerar tanto quanto esse livro narrado por um menino de cinco anos. O que me tocou na obra em vários momentos não era exatamente os dissabores da vida do pequeno, mas em como o “menino diabo” reagia a eles, com seus pensamentos sinceros e sensíveis.

[…]  — Matar não quer dizer a gente pegar o revólver de Buck Jones e fazer bum! Não é isso. A gente mata no coração. Vai deixando de querer bem. E um a dia a pessoa morre.

 

 2. ÉRAMOS SEIS
Maria José Dupré (1943)

Sinopse:  A história de Dona Lola, uma bondosa e batalhadora mulher que faz de tudo pela felicidade do marido, Júlio, e dos quatro filhos: Carlos, Alfredo, Julinho e Maria Isabel. A vida de Dona Lola é narrada desde a infância das crianças, quando Júlio trabalha para pagar as prestações da casa onde moram, passando pela chegada dos filhos à fase adulta e de Dona Lola à velhice.

Levanta a mão quem assistia a novela no SBT!
Creio que o título já entrega o que acontece nesse livro de enredo e narrativa simples, mas nem por isso menos envolvente, pois relacionamentos familiares são um tema universal e atemporal. Confesso que por vezes ficava com raiva dessa mulher tão dedicada à família que só recebia migalhas de volta, e embora não concordasse com muitas de suas escolhas, tentei entender seu amor maternal. No fim, só queria mesmo abraçá-la. E como não consegui, chorei no ônibus.

Grossas gotas de chuvas caem do céu sobre a terra, sobre as folhas das árvores e sobre os telhados. Cor de cinza. Solidão.

  

3. HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE
J.K. Rowling (2007)

Sinopse: Sétimo livro da série. Harry está aguardando na rua dos Alfeneiros. A Ordem da Fênix chegará em breve para transferi-lo em segurança, do endereço de sua família trouxa, sem que Voldemort e seus seguidores saibam. A partir daí, o que Harry deverá fazer? Como será capaz de cumprir a missão, aparentemente impossível, que Dumbledore lhe deixou?

Não tenho muito o que dizer desse livro sem dar spoilers ou me alongar, por fazer parte de uma série; mas de todas a dolorosas perdas, o que me fez chorar em público foi quando o Harry cavou o túmulo de um certo alguém com as próprias mãos. Me abracem porque ainda dói. 

Harry tinha a resposta pronta para quando lhe perguntassem por que ele simplesmente não criou uma cova perfeita com sua varinha, mas não precisou usá-la. Os amigos pularam para dentro do buraco que ele já fizera, trazendo pás, e juntos trabalharam em silêncio até a profundidade parecer suficiente.

 

4. A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS
Markus Zusak (2005)

Sinopse:  Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. 

Outro livro que faz parte do meu TOP 10. Chorei no metrô e quanto mais eu tentava não chorar, pior ficava. Tive que parar de ler, respirar fundo e me recompor, sob os olhares curiosos.

Odiei as palavras e as amei, e espero tê-las usado direito.

 

5. EXTRAORDINÁRIO
R.J. Palacio (2013)

Sinopse: Auggie nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Apesar de ter dado boas risadas em alguns momentos, na maior parte esse livro me esmurrou, sapateou, dançou cancan em cima de mim, me deixou em frangalhos e me sentindo uma porcaria. Recomendo fortemente.

Todo que é nascido de Deus vence o mundo.

Algum livro já  te fez chorar em público?
Comente! 🙂

  • Oi Raquel tudo bem, nossa que nostalgia Meu pé de laranja lima, li há tanto tempo, realmente é um livro muito bom! Eramos seis eu não criei muita afinidade com a obra. Os mais recentes eu li todos, e o meu favorito é o Extraordinário, todo mundo deveria ler esse livro. Bjkas

  • Carla A.

    A louca das listas que há em mim fica feliz quando vê um post assim, ainda que seja sobre lágrimas! 😛
    Sou louca para ler “Meu pé de laranja lima”, não sei porque enrolo tanto. Também vi “Éramos seis no SBT”, não sabia que era um livro. Não lembro direito da novela, mas nunca esqueci a cena do menino ajoelhado no milho. “A menina que roubava livros” e “Extraordinário” são dois dos meus livros queridinhos! Gostei muito das suas escolhas.

    Beijos, Entre Aspas

  • Vitor Rezende Viana

    Eu AMEI o comentário sobre Extraordinário, haha. E, definitivamente, Meu pé de laranja lima é MUITO triste. Nunca peguei uma adaptação pra ver, mas o livro… Pootz, eu ainda era pequeno quando li, me destruiu totalmente.

  • Poliana Veloso

    Olá, como vai?
    Cê acredita que não consigo ler em ônibus, me dá muita náusea. Mas adoro ver as pessoas que conseguem.
    Eu amei os livros que citou. Extraordinário me fez chorar bastante, assim como Éramos Seis que está entre meus livros favoritos da vida.
    Que post lindo, parabéns.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/2017/02/projetos-projeto-hogwarts-clube-do-livro.html

  • Saga Literaria

    Olá Strawk, tudo bem?

    Eu nunca li os cinco livros listados acima, A Menina que Roubava Livros minha namorada tem, inclusive dei para ela tem 1..2 anos, pretendo ler esse ano. Eu não consigo ler em ônibus ou carro por exemplo, labirintite, então me arrebenta!
    Parabéns pela publicação!

  • Eu não consigo ler em movimento, por causa da visão, mas principalmente porque fico muito enjoada. Então não tenho essa experiência de chorar no ônibus. Dos livros citados, eu li A menina que roubava livros. É muito emocionante mesmo.

    Beijos!

    • Ah, que chato! Se eu ficasse enjoada, estava perdida, porque tenho pouco tempo para ler no dia! haha

  • Ana Luz.

    Olá!

    Dos livros que te fizeram chorar, li só A Menina que roubava livros, me fez chorar também.
    Passar vergonha lendo em público, quem nunca? Hahaha. XD

    Beijo.
    Ana.

  • Vergonhoso, mas eu nunca li Meu pé de laranja lima, sempre tive vontade mas (sei lá porque) eu nunca li. Extraordinário eu também não li mas vejo muitos comentários sobre ele e tenho certeza que é uma obra cheia de mensagens de reflexão e que aborda um tema importante.

  • Já paguei muito mico nas ruas por conta de livros, seja rindo, seja chorando. Extraordinário eu li em casa, senão fatalmente seria outro mico.
    Bjs

  • Heey, como vai? Gostei muito do top 5, mega criativo! Acho que nunca passei por um momento assim de chorar litros em público, pois quando vejo que o livro está chegando em uma parte mais dramática acabo guardando para ler em casa, longe do barulho e outras pessoas… acho que consigo absorver melhor a cena, mas as lágrimas caem de todo jeito. E caíram bastante quando terminei A Menina que Roubava Livros, aquelas cenas do final são de apertar o coração. Extraordinário também foi uma leitura bem intensa… Os outros eu não li ainda, mas quero muito. Faz um top com os livros que te fizeram gargalhar em público 😀
    Beijos!

    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

  • Maria Luíza Lelis

    Oi, tudo bem?
    Adorei esse post. Eu sou a rainha de passar vergonha chorando em público, tanto com livros quanto com filmes.
    Da sua lista, eu li apenas dois, “Harry Potter e as Relíquias da Morte” e “A menina que roubava livros”, e claro que chorei muito com os dois. Mas eu ainda pretendo ler “Extraordinário” também, que todo mundo fala que é muito lindo. Prevejo muitas lágrimas hahaha.
    Beijos!

  • Kerolayne Silveira

    Oie tudo bem?
    Adorei esse top 5. Sou profissional em engolir o choro até chegar em casa e se debulhar em lágrimas.Ainda não li Extraordinário, mas já estou guardando os lencinhos…
    Beijos

  • LITERABOOK

    Olha várioooos livros já me fizeram chorar, rir que nem doida dentro dos transportes. Dos citados o que já me aconteceu foi HP, mas em cada. Ainda quero ler o clássico Meu pé de laranja lima ~sim vergonha por ainda não ter lido~ mas acho que vou guardar a emoção para acontecer em casa haha
    Adorei as dicas <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

  • Nina

    Oi, tudo bem?

    Eu só li Harry Potter e Extraordinário dessa sua lista. E não chorei em nenhum deles em ônibus haha. Mas chorei em Harry Potter 5 e 6 (em casa).
    Nunca quis ler/ver Meu pé de laranja lima. E não conhecia o segundo livro.
    O último que me fez chorar que nem um bebê foi Por lugares incríveis.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    • Meu pé de laranja lima é um clássico que merece mais que uma chance. haha
      Por lugares incríveis ainda não li, mas sempre falam muito bem!

  • Déborah Araújo

    Eu também leio muito no transporte e já chorei algumas vezes.
    Com certeza relíquias da morte faz a gente chorar muito.

    • Choraremos eternamente!

  • Lorena Caribé

    Olá!!! amei as indicações. Alguns deles eu já conhecia. Com certeza, vale a pena conhecer e indicar. bjooo

  • Diane Ramos

    Oie…
    Adorei o post 😉
    A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS e EXTRAORDINÁRIO são realmente dignos de choro kkk… Não dá pra ler em público 😉

  • Ana Gabriela

    A menina que roubava livros é uma leitura que eu desisti. Já tentei ler umas 4x e nenhuma foi pra frente. Nunca chorei literalmente em público porque no geral eu consigo me controlar haha.
    http://www.belapsicose.com

    • Poxa, realmente o início é bem difícil, até se acostumar com o estilo de narrativa poética e os parênteses que a Morte faz. Mas vale a pena, com certeza! 🙂

  • Bruno Marukesu

    Oi, Raquel ^^
    Gostei da sua lista, viu.
    Parando para analisar, acho que poucos foram os livros que me fizeram ficar frágil emocionante dentro de um bus. A maioria me deixa surpreso ou muito putos com os enredos então se esse quesito serve posso dizer que o livro atual que estou lendo me deixou assim em mais de um momento dentro de bus: Apocalipse Zumbi, do autor Alexandre Callari. Ele criou um protagonista egoísta e horrível de se lidar, muito machão idiota. kkk
    Agora de livro que me fez chorar só me lembro de Seu Eu Morrer Antes de Você. Lembro de anos atrás ter ficado chocado com umas cenas e a lágrima escorrer discretamente.
    Percebi que a sua lista só tem livro para deixar o coração estraçalhado, hein? Vale-me Deus! kkkk
    Bjs

    • hahaha sim!
      Na próxima eu falo um gargalhando em público.

  • Mylena Oliveira

    Harry Potter e as relíquias da morte, a menina que roubava livros e extraordinário foram livros que eu chorei bastante.
    Quando eu estava lendo “como eu era antes de você” chorei no ônibus e não foi legal haha

%d blogueiros gostam disto: