Terceiras Impressões

AUTOR: TONI BRANDÃO

YOUNG ADULT DOS ANOS 90: GROGUE E LOUCO POR UMA GATA

Quando muita gente pensa em Young Adult, é quase inevitável não citar John Green. Mas antes das Katherines e Alaskas, o escritor brasileiro Toni Brandão fez mais ou menos a mesma coisa lá nos anos 90. Embora seja mais conhecido por suas obras infanto-juvenis, alguns livros do autor possuem um tom mais adulto, cheios de crises existenciais e  relacionamentos complicados, como é o caso dos dois livros abaixo.

Grogue
Toni Brandão
Editora Studio Nobel (1994)

3ª edição – páginas: 150

Sinopse:  Gregório namora Bia, ficou com  Lala, mas pensa em Branca. Bia arremessa um capacete de ciclista do oitavo andar e ele leva nove pontos na testa. Gregório anda confuso. Meio zonzo. Meio grogue.

A primeira vez que li Grogue eu ainda era uma pré-adolescente e não havia conseguido absorver completamente toda a narração divertida em estilo de script onde o personagem sabe que sua história está sendo contada em capítulos, e tampouco a figura do duplo, onde Greg é Grogue e Grogue é Greg. Anos mais tarde, reli, e então pude contemplar toda a inspiração e criatividade estética da obra, que a princípio pode parecer confusa, mas aos poucos te introduz na sequência dos fatos de uma forma muito singular.

O objeto desce. Em direção a Greg. Não muito devagar. Greg reconhece. Seu capacete de ciclista. Um giro. Italiano. Amarelo. De poliestireno. Em direção à sua cabeça.
— Você tá louca?
Bia está. Sua pontaria não é das melhores. E o capacete não chega a acertar totalmente a cabeça de Greg. Pega raspando. O que não deixa de ser uma pancada. Greg fica zonzo. Um solo de guitarra em sua cabeça.  Não identifica a música. Mas é Jimmy Hendrix quem toca. Companheiro de alguma dúvidas.

Louco por uma gata
Toni Brandão
Editora Melhoramentos (1995)
1ª edição – páginas: 116

Sinopse: O livro conta as agruras de Pedro, um rapaz que vive dividido entre a fantasia e a realidade. Ele está confuso, perturbado e assombrado por uma gata possessiva e cruel. Até que aparece Vera, uma garota que lhe proporciona um clima de romance e o ajuda a se livrar de sua perturbação.

Aqui temos novamente uma narração em estilo de script,  mas uma das coisas que me fez gostar do livro foi a história ser uma espécie de quebra-cabeça. Passei o tempo todo me perguntando: “Mas quem de fato é a Gata?” ou “O que aconteceu com Pedro?” Obviamente, a gente consegue chegar a algumas conclusões antes do final, mas quando de fato o lemos, é como se uma luz se acendesse e clareasse todas as cenas anteriores e a gente termina o livro com um sentimento de satisfação de “Ah, então era isso”.

— Vai sair? 
A Gata olha-o pelo espelho. Mas não responde. É óbvio que vai. Ela diz:
Pensou que eu fosse machucar a sua amiguinha?
Pedro não diz nada.
— Pode deixar ela vir brincar comigo…
A Gata pega a base na gaveta. Beige Sable. Lancôme. Especial para peles sensíveis. Abre o frasco. Aperta-o sobre a palma da mãe esquerda.
— … ela não corre perigo em minha companhia. Nem ela, nem ninguém.
Com os dois dedos da mão direita, pega um pouco do produto e espalha-o devagar e cuidadosamente sobre as maçãs do rosto, testa, nariz e queixo.
— … só você.

CONHEÇA MAIS SOBRE O AUTOR:  Site oficial  | Entrevista (Vídeo) | Estante Virtual

Você já leu algum livro do Toni Brandão? Conhece algum outro livro “young adult” brasileiro dos anos 90?
Comente! 🙂

  • Aline Belloni

    “Margente” que livros são esses? Juro que nunca ouvi falar, mas já gostei. Principalmente o misterioso livro dá “gata”, fiquei imaginando quem seria ela e do que o livro trata de verdade. Amei conhecer o autor.

  • Não conhecia os livros e nem o autor, mas confesso que não fiquei tão empolgada com eles. De qualquer forma, vou indica-los para algumas amigas que acho vão gostar.
    Bjs

  • Livros da Beta

    Olá, não conhecia o autor. No momento, acho que não leria suas obras…

    Bjs
    http://www.livrosdabeta.blogspot.com.br

  • LILIAN FARIAS

    Olá!
    Que postagem interessante, não conhecia o autor e quero ler as obras mencionadas. Eu não gosto de Young Adult, mesmo assim, quero conhecer.

  • Amanda Marques

    QUE TOP O:

    Não fazia ideia da existência destes livros e já estou com um desejo insaciável: QUERO TODOS <3

    Não conhecia o autor e fiquei bastante surpresa com a referência de John Green (:

    Vou anotar as dicas pois realmente fiquei muito curiosa!

    Obrigada por nos apresentar este fenômeno dos anos 90!

    • Faça isso. É bem interessante! 🙂

  • Morgana Brunner

    Oiii, tudo bem?
    Eu realmente não sabia sobre o autor, mas conheço as obras, foi muito boa essa sua postagem e fiquei muito interessada, espero ler o quanto antes! Ótima publicação.
    Beijinhos da Morgs!

  • Ana Lícia

    Olá, tudo bem.
    Que post legal. Adorei. Ainda não conhecia os livros, mas gostei muito das dicas. E com certeza irei coloca-los na minha lista. 🙂

    • Vale a pena. São leituras rápidas! 🙂

  • Sophia Merkauth

    Oi, tudo bem?
    Não conhecia o autor e nenhum dos seus livros! São interessantes, mas não despertaram minha curiosidade para a leitura! Parabéns pelo post!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

  • Angélica Felix Lima

    Oi, tudo bem?
    De momento não leria os livros, maas gostei de conhecê-los e também o autor que eu ainda não conhecia.
    Bjs

  • Carolina Ramires

    Olá!
    Nossa, super legal saber que temos uma escritor de YA aqui na nossa terra! Fiquei bem interessada pelos seus livros, vou dar uma pesquisada e ver se em breve consigo ler algumd eles.
    Beijos.

    • Oi!
      Então, atualmente ele escreve mais infantil e infanto-juvenil, porém tem algumas obrar bem legais voltadas para o público mais velho! 🙂

  • Poliana Veloso

    Olá, como vai?
    Adoro YA, mas não conhecia esse autor.
    Bacana saber de autores brasileiros, ainda mais desse gênero que não é muito comum por aqui né?
    São tipo novelas né?! Bem curtinhos. Vou ler ele sim, pra saber se é bom.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    • Olá!
      Sim, são bem curtos. 😉

  • Débora Torre

    Oiii, não conhecia esse autor, as obras dele parecem ser legais!
    Fico muito feliz quando vejo blogueiros divulgando autores nacionais!
    Beijos e boas leituras

  • Grazy

    Nossa, eu nunca penso no Green com ”Young Adult”. Penso mais em Suzannah Collins. ”Louco por uma gata” parece uma leitura divertida.

  • Pingback: AUTOR: RAINBOW ROWELL – Terceiras Impressões()

  • Fabiana Oliveira

    Olá ! adorei seu post e confesso que não conhecia, o autor.

%d blogueiros gostam disto: